Na SERAFINA de ontem, “Dioguinho paz e amor”

“Dioguinho paz e amor” (reportagem de Vaguinaldo Marinheiro e fotos de Ruy Teixeira) é a manchete de uma reportagem da SERAFINA, revista-encarte mensal da Folha de São Paulo. É uma brincadeira com Diogo Mainardi (em referência explícita à alcunha de nosso último ex-presidente, por época de sua primeira campanha vencedora à Presidência da República), um dos principais detratores do PT e de Lula, em particular. Além da coluna semanal, na Veja, Dioguinho sempre que pôde (e pode) manda lá seus textos arrasando a atuação dos petistas. Chegou a escrever o livro “Lula é minha anta” (2007) pela Reccord, na verdade os mesmos textos semanais de Veja, com acréscimos e lapidação de estilo.

Afora isso, revela-se um Diogo pai que já conhecia da mesma coluna. Tem dois filhos, um dos quais com paralisia cerebral. Já havia inclusive falado sobre isso no “Manhattan Connection”, revista televisiva semanal (é comentarista do hebdomadário), hoje na Globo News, há pouco no GNT.

Tudo isso porque em anterior, em relação à religião, falamos muito de intolerância. Diogo é esse sujeito de posições de extrema-direita, que me causa tanto repúdio e ao mesmo tempo se revela um pai dedicado, amoroso. Conheço alguns companheiros de esquerda, que não têm olhos para perceber que determinadas unidades comportam múltiplos (não necessariamente contradições) desse gênero.

Anúncios

Professor de Língua Portuguesa do Colégio Pedro II.

Marcado com:
Publicado em Cotidiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias
%d blogueiros gostam disto: